Mictório Unissex

Eu, Deus e a religião…

Posted in Mictório Unissex, Religião, Texto by Igor on 11/02/2012

Designemos.

Ateu: aquele que não crê em divindades.

Deísta não-religioso: não merece respeito por parte de líderes religiosos, são condenados pelo livro cristão e são, possivelmente, os mais psicologicamente aceitáveis dentre os deístas. Também chamados de “agnósticos”.

Deísta religioso judaico-cristão: Maioria. Freqüenta a igreja e profere trechos do livro cristão a todo momento sem nunca ter o lido por inteiro. Geralmente seguidor de cultura religiosa familiar. Geralmente, não tem IDÉIA do nome do deus que cultua.

Deísta judaico-cristão assíduo: Leu a Bíblia, concorda com tudo que há nela, vai a missa todos os dias, paga o dízimo, reza todos os dias, segue todos os princípios cristãos e abomina tudo que não seja de origem bíblica. EXTINTO.

Primeiro, sobre mim, ateu:

Porque não creio?

Desde pequeno foi tantado me empurrar goela abaixo as idéias de Papai Noel e Deus. Logo, fui aceito como um não crente na lenda do Papai Noel. “Nossa, esse menino é inteligente desde pequeno.” diziam os pais, tios e parentes. Quando crescí, do mesmo modo que não encontrei motivo algum para crer em Papai Noel aos meus 5 anos, não encontrei motivo pra crer em qualquer deus. Abominável pra minha família, deísta religiosa judaico-cristã.

Ateus

A nossa ideologia não inclui profanar deuses alheios, e muito menos minimizar a idéia de qualquer grupo, mas, com o passar dos anos e o começo da realização do sistema da sociedade atual, somos quase obrigados a não aceitar instituições que deteriorizem de qualquer modo uma certa sociedade usando como argumento as vontades de um deus que só existe mesmo no papel. Ou talvez também num tomate podre ou no cu de um cachorro.

Não há como negar que existem muitos ateus vidrados na expressão de seu pensamento em forma de ataque às religiões mais próximas que, conseqüentemente os incomoda mais, como o catolicismo e o protestantismo. Prova disso é a página (não sei se oficial – espero que não) da ATEA, Associação de Brasileiros Ateus e Agnósticos, no Facebook, que não só brinca com a fé dos outros, que muitas vezes é base vital, como também enfatiza fatos históricos que nada acrescentam a seus argumentos nos dias de hoje, como por exemplo dizer que o Papa da época do Hitler era ciente de toda a calamidade.

Somos apenas pessoas que seguem a legislação de um país constitucionalmente laico, a moral passada pela família, a ética imposta pela consciência criada pelo convívio geral, e que não é do Capeta só porque não crê no que todo mundo crê. Até porque, o Capeta seria também parte da crença na mitologia cristã.

Deístas não-religiosos (agnósticos)

É, compreensivelmente, a parte dos deístas que mais se aproxima das ideologias do ateísmo. Geralmente é aquela pessoa que diz acreditar numa entidade superior que governa o universo e que tudo que existe no universo a ser descoberto ou já descoberto foi criação desse ser. Argumentam que, talves os deuses de todas as várias religiões seja o mesmo deus, O Deus.

Geralmente, grande parte das pessoas desse grupo são ateus ainda inseguros sobre qual direção seguir, se o da submissão à insegurança e à promessa da vida eterna ou se o da liberdade sem peso na consciência. Existem até padres da igreja católica que seguem essas ideologias, por incrível que pareca. Mas as barbaridades da Bíblia, quando lidas da forma correta, são realmente um passo gigantesco em direção ao ateísmo.

Deístas religiosos judaico-cristãos

É aí que se enquadram quase todas as pessoas que estão na missa todo o domingo. Provavelmente não sabem que o deus a que cultuam se chama Jeová, provavelmente nunca leram a Bíblia – pelo menos não as partes que não convém-, e não praticam nada do que é imposto como dever no livro.

É o tipo de gente que se diz completamente fiel a Deus e seguidor da Bíblia mas tem o cabelo curto – quando mulher -, não sai na rua com véu à cabeça e acha um absurdo frases como “a mulher deve se curvar diante ao homem.” Não, não! Não me julguem. Acho isso um extremismo gigantesco e todos sabemos que para tal atitude vinda do homem, o valor penal a se pagar é forte na nossa legislação. Isso está escrito na Bíblia, meus caros. Pra não dizerem que estou mentindo, veja aí na sua super hiper master blaster nova edição 2012, tá lá!

“Mulheres, sede submissas aos vossos maridos, como convém no Senhor.”
– Colossenses 3:18

“As mulheres tem de ser submissas aos vossos maridos.”
– Pedro 3:1

“O homem não foi criado para a mulher, mas a mulher para o homem.”
– Coríntios 11:9

“As mulheres devem ficar caladas nas assembléias de todas as igrejas dos santos, pois devem estar submissas, como diz a lei.”
– Coríntios 14:34

“Que a mulher aprenda em silêncio, com total submissão. A mulher não poderá ensinar nem dominar o homem.”
– Timóteo 2:11-12

“O marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja. Do mesmo modo que a igreja é submissa a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo aos maridos.”
– Efésios 5:22-24

E tem mais. Mas prossigamos.

Deístas judaico-cristãos assíduos

Os deístas judaico-cristãos assíduos é um grupo de pessoas que está extinto. Para uma mulher ser fiel deísta judaico-cristã assídua, seria preciso que os cabelos e qualquer pelo do corpo nunca fosse cortado ou aparado, seria preciso que houvesse submissão total ao homem e, conseqüentemente à igreja, e não poderia sair na rua se quer de calça ou camiseta. O homem fiel ao deísmo judaico-cristão teria que, para seguir as leis da Bíblia, infringir muitas leis, como por exemplo: apoiar e usufruir de trabalho escravo, espancar a mulher constantemente, nunca deixar o cabelo crescer a ponto de cobrir as orelhas e matar os próprios filhos – e vários outros absurdos.

É complicado pensar numa sociedade onde haveria apenas esse tipo de deísta. Seria uma sociedade que seguiria regras tão absurdas que não eram seguidas nem na época de Jesus. Seria preciso não haver polícia, ou governo, ou legislação/constituição. Seria calamidoso. Ironicamente, o Jesus da maioria das igrejas atuais é um pecador, por causa dos cabelos grandes.

Depois de deixar claro todos os tipos que conheco de deísta, posso me ir com muito sossego, já que, da próxima vez que alguém vier me perguntar porque sou ateu, posso mandar o link deste post. Lembre-se, antes de comentar, o que eu disse sobre os ateus. Não estamos aqui para diminuir e nem fazê-lo mudar de idéia. Só queremos mostrar nossas opinião, e assim fazemos em nossas casas, sem pedir dízimo de ninguém, via internet, que significa que você só está lendo porque quer. Então…

Boas noites aí pra vocês, e feliz Dia da Descoberta da Cura do Câncer! :)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: