Mictório Unissex

25 de Junho

Posted in Arte, Música, Texto by Igor on 25/06/2011

No dia 25 de Junho de 2009 uma lenda morria. Michael Joseph Jackson, um dos artistas mais bem colocados em hankings de música deixava pra trás 240 milhões de álbuns vendidos, três filhos, uma turnê ensaiada e muitos fãs carentes ao redor do mundo. A imprensa colocou sua morte como sendo inexplicável, e muitos fãs despejaram seus sentimentos de ódio sob o médico responsável pelo astro durantes seus últimos meses. Mas será que alguém tem culpa nisso? Já se passaram 2 anos e, aqui estamos, fazendo os mesmos questionamentos dramáticos que a mídia implantou na cabeça dos fãs desesperados. São vários os pontos a serem estudados.

Enquanto Michael fazia parte dos Jackson 5, um grupo criado pelo seu pai e divulgado mais tarde pela gravadora de artistas negros Motown, ele sempre demonstrou uma ótima saúde e habilidade nos passos. Ao passar dos anos, entrando assim em suas turnês solo, desde Bad, na qual ele tinha 30 anos, até os ensaios da que seria sua última, This Is It, com 50 anos, Michael foi demonstrando que suas habilidades para dança foram ficando cada vez menos práticas e mais profissionais.

A última turnê que Michael fez foi a HIStory Tour, em 1997. Nela, seus passos de dança e sua voz pareciam ser os mesmos de sempre, com coreografias não tão complexas, mas mesmo assim, artísticas.

Assim, longos 12 anos se passaram, e, como todo fã bem sabe, Michael nunca foi de fazer exercícios ou coisa do tipo. Ele era um artista que, quando a hora de fazer turnê chegava, logo, pronto ele tratava de ficar, através de ensaios e coisas do tipo. Um senhor, de 50 anos, tentando atingir o que foi seu mérito há mais de 20, com certeza ficava com dores nos músculos e etc; o que fazia com que tomar remédios para dormir fosse uma coisa indispensável. Qualquer pessoa em dieta rigorosa e mórbida, quando começados exercícios bruscos como as danças obrigavam, sente dores e, como conseqüência tão pouco psicológica quanto física, encontra dificuldades ao dormir ou descansar.

Quem matou Michael Jackson fomos nós. Ele sabia que não conseguia mais dançar do jeito que dançava, mas ao mesmo tempo, sabia que decepcionaria seus fãs se não apresentasse algo parecido com o que costumava apresentar. As dores eram causadas pela extrema tentativa e insistência para com a dança perfeita, causando a dependência no uso de remédios como o Propofol, que mata as dores e o deixava dormir. Nós matamos Michael, e se isso não lhe cabe à cabeça, continue dizendo que foi o médico, ou qualquer coisa assim. Mas você sabe a verdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: